fbpx

5 dicas de segurança na internet para as crianças durante a pandemia

5 dicas de segurança na internet para as crianças durante a pandemia

Com a quarentena, milhões de crianças tendem a passar mais tempo no computador, por isso, a importância de manter a atenção redobrada.

Por conta da quarentena, causada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), 1,5 bilhão de crianças e jovens em todo o mundo estão fora da escola. Assim, muitas famílias estão confiando na tecnologia e nas plataformas digitais para manter as crianças no ensino, ou seja, um número recorde de alunos está passando mais tempo no computador.

Diante disso, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) alerta para a importância de navegar com segurança na internet, uma vez que o tempo alongado nos dispositivos digitais pode expor as crianças a riscos de exploração sexual, bullying, conteúdo violento e demais perigos.  

Portanto, é importante que os pais e responsáveis tomem algumas medidas de segurança ao deixarem as crianças navegarem pela internet, como por exemplo:

→ Garantir que os dispositivos e aparelhos tenham as últimas atualizações de software e programas de antivírus;
→ É fundamental manter um diálogo aberto com os pequenos sobre com quem eles estão se comunicando pela internet;
→ Monitorar com frequência quais atividades as crianças estão realizando no computador, de modo a garantir que seja absorvido apenas aquilo que é adequado; 
→ Com as aulas on-line, é importante que os pais e responsáveis tenham acesso às políticas escolares e de denúncias às autoridades competentes e linhas diretas de apoio caso seja necessário. 

1. Cuidado com as informações compartilhadas

Com as fake News que circulam de maneira desenfreada pela internet, essa é uma das dicas mais importantes para qualquer um – seja criança, jovem, adulto ou idoso. É fundamental checar fontes e informações antes de compartilhar, principalmente quando se trata de dados pessoais, uma vez que usuários mal intencionados podem se infiltrar no sistema e ter acesso a fotos, localização e muito mais.

2. Determine os horários de acesso à internet

Os horários de acesso à internet contribuem não apenas para a segurança das crianças, mas também para evitar excessos. É fundamental que se estipule horários adequados para a utilização do computador, de preferência em um momento onde haverá a presença de um adulto para acompanhar a navegação.

3. Mantenha os dispositivos digitais em ambientes comuns

Essa dica facilitará o monitoramento das atividades que estão sendo realizadas pelas crianças na internet, uma vez que tendo acesso fácil ao computador que sua filha e/ou se filho estão usando permite que você saiba qual tipo de conteúdo está sendo consumido e com quem os pequenos estão interagindo.

4. Atente-se aos conteúdos on-line

Além das aulas on-line, as crianças também navegam por outras plataformas na internet e sabemos que nem todo conteúdo disponível é apropriado. Por isso, citamos dois canais que apresentam um bom conteúdo que diverte e conforta:

5. Converse com as crianças sobre segurança na internet

Proteger as crianças não significa proibir o acesso à internet, muito pelo contrário, é importante conversar com elas sobre navegar com segurança, incentivando e promovendo o uso consciente dos dispositivos digitais, tanto com relação aos sites e aplicativos quanto ao comportamento on-line.

Compartilhar este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *