Tablets e Smartphones ultrapassam os PC’s no acesso à internet

smartphones

Tablets e Smartphones ultrapassam os PC’s no acesso à internet

Conforme dados da consultoria StatCounter, os aparelhos móveis foram responsáveis por 51,3% dos acessos à internet no último mês de outubro. Na Índia, essa participação chega a 75%.

Pela primeira vez desde a implantação da internet, o volume de dados através de dispositivos móveis, como tablets e smartphones, superou a navegação através dos computadores de mesa, os desktops. A informação foi passada a público através de um relatório da StatCounter, uma empresa que faz a mediação de audiência na internet.

Os dados informados pela consultoria informam que os smartphones e os tablets foram responsáveis por 51,3% do acesso à internet no último mês de outubro, enquanto que, no mesmo período os desktops foram o meio de acesso de 48,7%. É importante, neste caso, estabelecer a ressalva de que não se pode confundir o número de usuários de dispositivos móveis com o de usuários de desktops, que já superou há tempos os aparelhos fixos.

Os dados apresentados referem-se a todos os países com acesso livre à internet, refletindo a predominância de acesso pelos dispositivos móveis, principalmente em países da África e da Ásia. Na Índia, por exemplo, o uso dos aparelhos móveis chegou a 75% dos acessos à internet através de tablets e celulares.

Um cenário diferente é percebido na outra metade do blog, ou seja, nos países ocidentais. Nos Estados Unidos, Canadá e México, o acesso à internet através de computadores ainda está em 58,25%, enquanto que, nos países europeus, esse percentual é de 66,3%. O Brasil contraria a regra ocidental, onde 70% do tráfego de internet é feito por dispositivos móveis, de acordo com o relatório da StatCounter.

Mudança rápida no acesso à internet

Um dos fatos que chama a atenção nessa mudança foi a rapidez com que tudo aconteceu. Há apenas três anos, os computadores eram os maiores responsáveis pelo acesso aos dados da internet, respondendo por 80% do tráfego e do volume de dados acessados. Esse percentual, segundo a StatCounter, deverá ser revertido para os smartphones e os tablets em poucos anos, principalmente pela predominância de acesso de serviços online através de aplicativos disponíveis para dispositivos móveis.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


WhatsApp chat