Regras para criar um logotipo

logotipo

Regras para criar um logotipo

logotipoUm logotipo é a fotografia de uma marca, mostrando a primeira impressão que o cliente pode ter dela, ou seja, o logotipo é a forma de ganhar visibilidade para o seu projeto ou empresa.

Um logotipo criado da forma correta é a imagem de sua empresa, e isso exige muito mais do que apenas o design. É importante passar ao cliente, mais do que um logotipo, uma imagem clara do que sua empresa representa.

Acompanhe algumas regras básicas para a criação de um logo eficiente:

1. O projeto do logo é essencial

O logotipo deve ser esboçado a partir de um conceito e precisa ser explorado antes de sua concepção final. Nesse esboço o trabalho pode ser bem simples, desenhado num papel ou com um programa vetorial, como o Illustrator, por exemplo.

Não faça apenas um esboço: explore bastante a ideia, faça de 20 a 30 esboços e, em seguida, crie variações sobre eles, usando aqueles que considerar mais originais, porém sem nunca deixar de lado o conceito elaborado.

Se nenhuma ideia funcionar de acordo com o que você imagina, comece tudo de novo, faça novos esboços. Lembre-se que um designer gráfico vai utilizar mais tempo no trabalho de um esboço preliminar do que em outra etapa qualquer do projeto do logotipo.

2. Mantenha o equilíbrio no logo

O equilíbrio no logo é importante para que as pessoas possam interpretá-lo como uma imagem atraente e agradável. Considere o “peso” dos gráficos, das cores, do tamanho e, principalmente, da simetria.

Se precisar quebrar a regra do equilíbrio, examine onde possa fazer isso lembrando que ele será visto por milhares ou milhões de pessoas e não apenas por pessoas que entendem de arte. O olho normal não analisa o equilíbrio, mas percebe instintivamente.

3. Analise o tamanho do logotipo

O tamanho do logo é outro fator importante: ele deve ter boa aparência e ser legível em todos os tamanhos que for necessário aplica-lo. O logotipo não deve perder a definição quando estiver muito reduzido, com em papel timbrado, envelopes ou pequenos objetos promocionais.

Você deve ter em mente também que, quando o logotipo for usado em formatos maiores, como cartazes, outdoors ou formatos eletrônicos, ele deve estar bem visível.

A forma mais confiável de determinar a visibilidade de um logotipo é testá-lo, fazendo as reduções e aumentos na escala.

Tenha atenção principalmente aos de menor escala, que são mais difíceis de serem definidos. A melhor coisa é imprimir o logotipo em todos os tamanhos para saber sua visibilidade.

4. Cores do logotipo

Entender a teoria das cores é algo bastante complexo, mas, quando você a compreende, é muito mais fácil saber usar as cores, tirando vantagem de sua utilização. Para usar corretamente as cores é preciso ter em mente alguns pontos:

  • As cores evocam sentimentos e estados de espírito. Desta forma, o vermelho pode expressar tanto amor, quanto agressão, tanto paixão quanto força;
  • Experimente combinações diferentes de cores, buscando igualar a com o tom e com a sensação que a marca deve transmitir;
  • Brincar com cores únicas também é uma ideia interessante, lembrando que muitas marcas são reconhecidas por apenas uma cor marcante.

Veja como exemplo a marca “Coca-Cola”, reconhecida mundialmente pela cor vermelha. Tanto a cor quanto o tipo de letra remetem imediatamente ao refrigerante e lembram sede.

5. O estilo e o desenho do logotipo

Você poderá aplicar diversos estilos durante a criação do projeto de um logotipo e encontrar o caminho certo desde que tenha informações sobre o cliente e a marca.

As tendências mais recentes na criação de logotipo para empresas de tecnologia, por exemplo, é o estilo 3D, com gradientes e sombras. No entanto, o mesmo estilo aplicado na tecnologia pode não ser eficiente para outras marcas.

Faça um estudo do seu cliente e do público-alvo da marca antes de começar o seu trabalho, já que isso é que irá direcionar sua criação e o estilo que irá adotar desde o início.

6. Tipos e tamanhos de letra no logopo

A escolha do tipo de fonte e seu tamanho pode ser uma tarefa mais difícil do que você possa imaginar. Se o logotipo inclui um texto qualquer, como parte do projeto ou como slogan, é necessário fazer uma triagem entre os mais diversos tipos de fontes e, se necessário, de dezenas deles, testando todos antes da decisão final.

Faça tentativas em todos os modelos, como script, itálico, negrito, fontes personalizadas, lembrando que algumas marcas possuem fontes próprias, que também são a imagem da marca, como o Google, o Yahoo ou o YouTube.

Ao escolher a fonte do logotipo, leve em consideração três pontos principais:

  • Evite fontes desequilibradas, como a Comic Sans, por exemplo;
  • Tenha certeza de que a fonte será legível mesmo quando reduzida, principalmente as fontes script;
  • Procure fazer o logotipo num só tipo de fonte.

7. O reconhecimento é o objetivo do logo

O objetivo final de um logotipo é o reconhecimento da marca e isso deve estar sempre em mente na hora de fazer o projeto, como acontece com as grandes marcas, reconhecidas mundialmente pelo logotipo.

A melhor maneira de fazer um logotipo identificar-se com a marca transmitida é combinar todos os elementos anteriormente citados, como tamanho, estilo, cor, tipo de fonte e, principalmente, originalidade.

Para que ele possa identificar-se, fique atento também para o fato de que o logotipo não é visto somente de frente pelas pessoas. Faça um teste com o logotipo para verificar sua originalidade: mude usa posição, veja-o no espelho.

Se ele é reconhecido imediatamente, você conseguiu criar um logotipo original.

8. O logo destaca-se por ser diferente

A melhor maneira de um logotipo se destacar entre os concorrentes é o seu estilo. Não adianta copiar um outro estilo qualquer: é necessário ser inovador, fazendo com que o logotipo tenha destaque na multidão.

Como conseguir isso entre milhões de logotipos? É preciso quebrar as regras do projeto e arriscar. Experimente criar uma variedade de estilos até encontrar o que funciona melhor para a imagem que você quer mostrar.

Tente combinações diferentes de cores, encontre uma combinação que faça o seu logotipo ser realmente original.

Utilize o seu programa de design para brincar com o logotipo, vá aprimorando o projeto até sentir que ele realmente está transmitindo a mensagem.

9. Logotipo KISS (Keep it simple, stupid)

O logotipo mais simples será sempre o mais reconhecido e, assim, será também o escolhido. Por exemplo, o logotipo da Nike é extremamente simples e, ao mesmo tempo, é um dos mais reconhecidos no mundo todo.

A regra KISS deve ser seguida desde o início do projeto, desde a concepção do logotipo, quando você ainda está no esboço, riscando no papel algumas ideias.

Muitas vezes você vai começar com algo mais complicado e terminar com uma versão bem simples. É isso que deve ser feito: entrar na essência do logotipo , eliminar todos os elementos desnecessários e transmitir a ideia.

10. Simplicidade nos efeitos do logo

Mesmo que o seu programa tenha inúmeras ferramentas, filtros e efeitos, não se deixe levar pela fantasia de aplicar tudo o que tem às mãos. Cada ferramenta tem o seu lugar em determinados projetos, mas não necessariamente na criação de um logo.

Você até pode brincar com todas as ferramentas na hora de conceber o logo, mas é preciso sempre lembrar que a chave está na simplicidade.

11.  Desenvolver o logo em linha de montagem

Na produção de um trabalho de alta qualidade, você pode desenvolver o seu processo numa linha de montagem, ou seja, pode ajustar a ordem, mas deve seguir os passos básicos de cada projeto.

Isso vai ajudar a agilizar o trabalho, mantendo-o organizado, oferecendo melhor qualidade e resultados mais consistentes em cada trabalho de desenvolvimento de um logo.

12. Usar outros logos como inspiração

Como última regra para a criação de um logotipo eficaz, você deve lembrar que não pode copiar trabalhos de outros designers. Você pode até usar outros logos como forma de inspirar-se, mas nunca copiar ideias alheias: isso é errado e ilegal.

Alguns sites permitem que você utilize imagens vetoriais gratuitas, com atribuições próprias, usando a licença Creative Commons, mas não deve seguir por esse caminho.

Essas imagens até podem ser úteis para começar uma ideia, durante a fase de brainstorming, mas o logo tem como objetivo ser original, ser uma criação totalmente nova e inédita.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


WhatsApp chat